Acesso a Informação

Acesso Rápido

Do que você precisa?

Telefones Úteis

Home Sala de Imprensa Notícias
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Governo do Ceará cria política de aquisição de alimentos da agricultura familiar PDF Imprimir
Sex, 11 de Agosto de 2017 18:12

170811_DEC_AGRIC_FAMILIAR_CG6560_WEB.jpgFoi assinado, na tarde dessa sexta-feira (11), no Palácio da Abolição, o decreto que cria a política de aquisição de alimentos da agricultura familiar. Assim, fica garantida a aquisição direta de produtos agropecuários e extrativistas produzidos por agricultores ou organizações rurais, por povos e comunidades tradicionais e beneficiados da reforma agrária, para as compras institucionais do Governo.

 

Representando o governador, o secretário da Casa Civil, Nelson Martins, disse que essa conquista é fruto de um amplo debate com os representantes das instituições e dos movimentos sociais. "Se chegamos hoje aqui, isso é resultado de muito debate, lutas, negociações. É a força dos movimentos sociais que faz com que o governo avance. Quero destacar a sensibilidade que tem caracterizado o governador Camilo Santana em toda a sua vida pública. Essa consciência para melhorar a vida das pessoas de maneira democrática é essencial".

 

O decreto foi realizado pela Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan) e pelas Secretarias do Desenvolvimento Agrário, do Trabalho e Desenvolvimento Social, da Saúde e do Planejamento, dentro dos conceitos de fortalecimento da agricultura familiar e de políticas de aquisição de alimentos. O decreto obedece cinco modalidades: compra com doação simultânea, compra direta, incentivo à produção e ao consumo de leite, apoio à formação de estoques e compra institucional.

 

170811_DEC_AGRIC_FAMILIAR_CG6558_WEB.jpgO secretário do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira, destacou o esforço do Governo do Ceará em valorizar o trabalho dos agricultores rurais. "De janeiro de 2016 até junho de 2017, o Estado comprou cerca de R$ 150 milhões de alimentos. Com esse decreto, pelo menos 30%  serão da agricultura familiar, são cerca de R$ 2,5 milhões por mês. Isso vai também garantir aos nossos produtores condições mais saudáveis nessa cadeia alimentar e, o mais importante, que é complementar o trabalho dos nossos agricultores. Será necessário muita organização para produzimos bem e gerar renda. E tenho certeza que seremos felizes nos nossos objetivos".

 

O presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), Antônio Amorim, afirmou que a medida vai aperfeiçoar a capacidade produtiva. "Isso dobra a nossa responsabilidade do ponto de vista produtivo. Nossas tecnologias mais simplificadas terão que ser mais ágeis para apresentar a produção. Estamos com bons exemplos em regiões como Quixeramobim, Tabuleiro do Norte, a região do Cariri, com excedente de produção. Em outros que não estão nesse nível, irão aprimorar a capacidade produtiva".

 

Toninho.pngRepresentante do Movimento Sem Terra (MST), Toninho Pereira, ressaltou que esse é um momento de comemoração. "Nesse momento o Governo assina esse decreto, mas é importante lembrar que lutamos muito. As organizações estão de parabéns. É uma conquista que não tem tamanho para a sociedade. Nesse sentido, essa data é marcante para a agricultura camponesa, agricultura familiar. Conquistamos aqui mais de 46 açudes e uma verba de mais de R$ 47 milhões para reforma agrária. É um momento de celebração que queremos compartilhar com todos os nossos companheiros".

 

A modalidade compra institucional, principal do decreto, garante que todas as entidades da saúde, educação e justiça (hospitais públicos, presídios, escolas públicas, instituições de amparo social, equipamentos de alimentação e nutrição e outras entidades) devem comprar no mínimo 30% de produtos da agricultura familiar para o fornecimento de alimentação.


11.08.2017

 

Fotos: Carlos Gibaja / Governo do Ceará

 

Thiago Sampaio
Repórter / Célula de Reportagem

 

Expediente-imprensa 31Jul 2017

Última atualização em Sex, 11 de Agosto de 2017 18:18
 

Serviços


Governo do Estado do Ceará - Palácio da Abolição - Av. Barão de Studart, 505 - Meireles, Fortaleza - Ce - CEP: 60.120-013 - Horário de Funcionamento 08 horas às 17 horas - Ver localização no mapa

© 2017 - Governo do Estado do Ceará. Todos os direitos reservados.