Acesso Rápido

Do que você precisa?

Telefones Úteis

Home Sala de Imprensa Notícias
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
#CearádeResultados: Governo investe em mobilidade e infraestrutura na Região Metropolitana de Fortaleza PDF Imprimir
Sex, 16 de Setembro de 2016 19:06

topo noticia ceara de resultados fortaleza


Na quinta matéria da série Ceará de Resultados, vamos mostrar as ações do Governo do Ceará na Capital e na Região Metropolitana


 MG 3107-2 webA população da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) está usufruindo, desde o dia 1º de junho deste ano, dos benefícios do Bilhete Único Metropolitano. A ação do Governo do Ceará possibilita que os passageiros da RMF façam a integração entre os dois sistemas (metropolitano e urbano da Capital) no período de até três horas economizando R$ 4 (ida e volta). Até o último dia 14, 44 mil passageiros já haviam se cadastrado. Fred Souza, de 40 anos, foi um deles. “O Bilhete Único melhorou muito a minha vida, pois com o benefício pude ir atrás de emprego, indo mais vezes a Fortaleza e pagando bem menos. Neste instante, por exemplo, estou indo levar todas minhas documentações para me formalizar em um emprego, fruto das minhas várias viagens feitas com o Bilhete Único Metropolitano. Se não fosse pelo benefício, jamais teria esse emprego, pois não teria condições de pagar todas as passagens com ida e volta ao meu bairro”, destacou o morador do bairro Nova Metrópole, em Caucaia.

 MG 3152 webA professora Ivone Ferreira, de 41 anos, mora em Maracanaú e diz que a economia amplia as possibilidades de lazer. “Agora, eu posso ir e voltar mais vezes, pagando apenas uma passagem. Isso é maravilhoso. Muitas pessoas da minha cidade estão aderindo e, aos que não fizeram, eu divulgo para que se cadastrem. Pagando menos posso investir no meu lazer, indo ao um parque, cinema ou praia”, afirmou.

Os postos fixos de cadastramento são: Caucaia (Praça Fausto Dário Sales), Maracanaú (North Shopping), Fortaleza: Terminal de Antônio Bezerra, Terminal de Parangaba, Praça José de Alencar, Sede do Sindiônibus e Vapt-Vupt de Messejana. A unidade móvel de cadastramento já percorreu Maranguape, Maracanaú, Guaiúba, São Gonçalo do Amarante, Aquiraz e Horizonte. Até a próxima semana, está em Cascavel. As próximas cidades são: Chorozinho, Eusébio, Itaitinga, Eusébio, Pacajús e Pindoretama.

 

box bilhete unico-01

 

O transporte público na Região Metropolitana de Fortaleza também conta com as linhas Sul e Oeste do metrô. A Linha Sul transporta aproximadamente 18 mil pessoas por dia e interliga Fortaleza, Maracanaú e Pacatuba. Já a Linha Oeste, que liga Fortaleza a Caucaia, transporta aproximadamente seis mil pessoas por dia. Entre os investimentos previstos para o metrô estão: sistema de telecomunicações da Linha Sul do Metrô (R$ 28,7 milhões); sistema de sinalização e controle de trens, tráfego e energia da Linha Sul (R$ 125,6 milhões); sistema de bilhetagem eletrônica da Linha Sul (R$ 9,1 milhões); estações Juscelino Kubitschek e Padre Cícero – Linha Sul (R$ 21 milhões), além do viaduto sobre a Av. José Bastos (R$ 50 milhões, entre obras e desapropriações), que será entregue neste sábado (17).


Urbanização

RREscadariaNely Rosa 90O Governo do Ceará investe R$ 70.003.233,75 em convênios com os municípios de Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Eusébio, Fortaleza, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajús, Paracuru, Paraipaba, Pindoretama, São Gonçalo do Amarante e São Luis do Curu. São intervenções como construção e requalificação de praças, obras de urbanização, drenagem e pavimentação, construção de mercado público, requalificação da Encosta do bairro Cais do Porto e ações no Morro de Santa Terezinha em Fortaleza.


Entre os principais projetos de urbanização na Região Metropolitana de Fortaleza estão:

rmaranguaJW5324- Projeto Maranguapinho: considerada a maior intervenção urbana prevista no Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) do Governo Federal, consiste em obras de urbanização, dragagem do rio, controle de amortecimento de ondas de cheias (visando reduzir as inundações), saneamento, habitação popular e projeto técnico social. Sua atuação está concentrada nos municípios de Fortaleza, Maranguape, Maracanaú e Caucaia. São 44,4 Km de extensão de intervenções urbanas, onde está sendo investido por meio do PAC I R$662.043.248,42 e R$ 365.611.066,30, pelo PAC II. São 8.773 famílias reassentadas e 34.502 beneficiadas nos cinco trechos do projeto.

- Projeto Dendê: atua na urbanização de áreas sem infraestrutura básica e pavimentação, além da recuperação da faixa permanente do Mangue do Cocó na área de intervenção do projeto e da realização do Trabalho Técnico Social com a comunidade e com as famílias reassentadas. Ao todo está sendo investido, por parceria entre o Governo do Ceará e Governo Federal, um valor de R$125.705.049,10. O projeto irá beneficiar 1.080 famílias moradoras de áreas de risco através de reassentamento, 375 por meio de indenizações e mais 2.834 famílias serão beneficiadas com pavimentação e infraestrutura básica, somando um total de 4.289 beneficiados de forma direta e indireta. Para o reassentamento das famílias está sendo construído um residencial cujo valor é de R$39.385.709,63, com R$37.416.424,10 oriundos dos recursos da União e R$1.969.285,50 do Tesouro Estadual. Também pelo Projeto Dendê, dentro do processo de requalificação e urbanização do local, está prevista a implantação de uma via compartilhada e direcionada preferencialmente para o fluxo de pedestres e ciclistas. As obras de urbanização tem previsão de início para o primeiro semestre de 2017.

- Projeto Cocó: tem como área de intervenção os municípios de Fortaleza, Pacatuba, Maracanaú e Itaitinga. Constitui-se de uma combinação de intervenções que inclui: ações de controle e amortecimento de ondas de cheias (Barragem Cocó), visando a diminuir a faixa de inundações e reduzir o número de famílias relocáveis; obras de desassoreamento (dragagem do rio), urbanização, além de construção de unidades habitacionais e trabalho técnico social. O Projeto envolve recursos da ordem de R$275,7 milhões, por meio do Governo Federal em parceria com o Governo Estadual. No total, serão beneficiadas, aproximadamente, 10.971 famílias, de forma direta e indireta com as obras. Atualmente, encontram-se em execução: as obras da Barragem Cocó (97,39% executados); as obras de urbanização do Trecho III, margem esquerda, entre a avenida Paulino Rocha e a BR-116 (80,34% executados).


Habitação

 MVS84281Desde 2015 até setembro de 2016, foram entregues 5.878 unidades habitacionais tanto na Capital como na RMF, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida. As entregas realizadas até o momento somam um investimento total de R$138.230.382,53, e compreendem unidades habitacionais nas categorias Faixa 1, Sub-50 e PNHR. Ainda estão previstas aproximadamente mais 17.139 unidades habitacionais até 2017, contemplando as três categorias do Programa. Só pela Faixa 1, há atualmente 18 residenciais em construção com previsão de entrega para este ano, somando 16.904 unidades. Os empreendimentos estão localizados nos municípios de Fortaleza, Maracanaú, Pacatuba e Trairi.

O Governo do Ceará também investe em melhorias habitacionais com o programa de fogões sustentáveis na Região Metropolitana de Fortaleza. De 2015 até setembro deste ano, foram entregues em Maranguape, Chorozinho e Trairi um total de 266 fogões sustentáveis para famílias que vivem na zona rural e tem renda per capita de até meio salário mínimo, e até o final deste ano, serão entregues mais 195 unidades em diversos municípios da RMF. O investimento total é de R$ 553.769,17.


Educação

Rescola3O Governo do Ceará também está investindo na melhoria da qualidade da educação na Capital e Região Metropolitana. No que se refere ao Ensino Médio, das 25 escolas, 15 farão parte do Programa de Tempo Integral, em Fortaleza. As demais escolas regulares estão previstas para Fortaleza, no bairro Bom Jardim, Aquiraz - distrito de Camará, Cascavel, Caucaia (3 em Cumbuco, Garrote e Matões), além de Eusébio - no Jabuti, Chrorozinho - no Triângulo, Pacajus e São Gonçalo do Aamarante.

Já foram inauguradas quatro Escolas Profissionais na Capital: EEEP Darcy Ribeiro, no bairro Conjunto Esperança; EEEP Jaime Alencar, no bairro Luciano Cavalcante, EEEP Leonel Brizola, no Itaperi, e Maria Ângela Borges, na Praia do Futuro. O investimento supera R$ 33 milhões. Também foi inaugurada a EEEP Salaberga Torquato Gomes de Matos, em Maranguape, com recursos no valor de R$ 10,2 milhões. Os municípios de Horizonte, Pacatuba e São Gonçalo do Amarante também receberão EEEPs.

Um total de 21 Escolas de Ensino Médio e Indígenas, em Fortaleza e Região Metropolitana, passarão a contar, em breve, com ginásios poliesportivos. Serão sete, em Fortaleza, nas Escolas José Leopoldino, Plácido Aderaldo, José Aurélio Câmara, Vicente Arruda, Tecla Ferreira, Diva Cabral e Liceu de Messejana. Além disso, serão construídos seis Centros de Educação Infantil nos municípios de Eusébio, Guaiúba, Horizonte, Maranguape (2) e São Gonçalo do Amarante. Os novos espaços irão propiciar desenvolvimento e aprendizagem às crianças de 0 a 5 anos das famílias nestas cidades.


Saúde

rTS6156Na rede pública do Governo, em Fortaleza, a população é acolhida, cuidada e tratada em oito hospitais. São hospitais com procedimentos de alta complexidade e atendimentos especializados no diagnóstico e tratamento de diferentes doenças complexas, raras, crônicas e graves. Em Fortaleza, a população recebe atendimento no Hospital Geral de Fortaleza, o maior da rede pública estadual; Hospital de Messejana, referência em cardiologia e pneumologia; Hospital Geral César Cals, referência em obstetrícia de alto risco; Hospital Infantil Albert Sabin; Hospital Mental de Messejana, Hospital São José de Doenças Infectocontagiosas; Hospital José Martiniano de Alencar e Hospital Waldemar Alcântara.

Juntos, nos sete primeiros meses deste ano, os hospitais da rede pública estadual em Fortaleza realizaram 19.127 mil cirurgias, 3.504.586 milhões exames e 53.118 mil atendimentos de emergência. Além dos hospitais, a rede de saúde em Fortaleza é composta pelos seguintes serviços especiais de acesso aberto e serviços de apoio: Centro de Dermatologia Dona Libânia, Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão, Instituto de Prevenção do Câncer do Ceará, Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador, Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher, Centro de Saúde Meireles, Hemoce (74.947 bolsas de sangue coletadas, até agosto de 2016), Laboratório Central de Saúde Pública (1.800 testes de paternidade foram realizados pelo Lacen, até agosto de 2016), Serviço de Verificação de Óbito (SVO).

A rede na Região Metropolitana de Fortaleza também conta com Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), Policlínicas e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), construídas pelo Estado, além do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).


Segurança hídrica

160906 ETA GAVIAO PACOTI MG 3955 webA Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) abastece cerca de três milhões de pessoas em Fortaleza e Região Metropolitana. Atualmente, Fortaleza e RMF contam com cobertura urbana de abastecimento de água de 98,64% e 57,10% para esgotamento sanitário. O consumo médio do volume de água em Fortaleza e RMF é de 12 mi m³/mês. Em julho, com a economia gerada pela aplicação da tarifa de contingência, esse consumo caiu para 11,3 mi m³/mês. A Companhia toca ainda a Campanha Cada Gota Conta, que visa reduzir o consumo de água em Fortaleza e Região Metropolitana. Ela consta do Plano de Segurança Hídrica para a RMF.


Plano de Segurança Hídrica

 MVS3041 webUma das prioridades do Governo do Ceará tem sido intensificar e garantir recursos e estratégias para minimizar os efeitos do quinto ano consecutivo de estiagem no Estado. Em fevereiro de 2015, com foco no interior, foi lançado o Plano Estadual de Convivência com a Seca prevendo medidas emergenciais, estruturantes e complementares para cinco eixos de atuação: segurança hídrica, segurança alimentar, benefícios sociais, sustentabilidade econômica, e conhecimento e inovação. Na ocasião, também foram desenvolvidas ações e campanhas para promover o uso consciente e responsável da água.

Entre as iniciativas adotadas estão: perfuração de poços, que já supera a marca dos dois mil nos anos de 2015 e 2016, construção de adutoras, que já chega a 330 km de adutoras de norte a sul do Ceará, além de chafarizes e sistemas de abastecimentos de água. O programa de perfuração de poços está sendo intensificado nas regiões que mais precisam. Em 2016 o Governo do Ceará já  perfurou 1.300 poços profundos, número que já supera o ano anterior, quando foram 1.150 poços. Em junho deste ano, o governador Camilo Santana anunciou um conjunto de ações emergenciais com foco no abastecimento de água em Fortaleza e Região Metropolitana.

 

box medidas hidricas-01

 

Cultura

r ARI0539Cumprindo o compromisso de fortalecer a política cultural e de garantir acesso popular à arte e à cultura, o Governo do Ceará vem ampliando investimentos e ações na política cultural, com importantes resultados. O orçamento do Estado para a cultura passará, até 2018, ao equivalente a 1,5% do orçamento total do Executivo estadual. O Governoo já elevou esse orçamento de R$ 80 milhões em 2014 para R$ 107 milhões em 2015, com diversas novas ações e resultados, com previsão de chegar a R$ 190 milhões em 2018.

O aumento do investimento viabiliza a ampliação das atividades da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), de acordo com as diretrizes da política cultural do Estado, de valorização da cultura cearense de democratização do acesso aos bens e serviços culturais e artísticos. Entre essas ações está a programação cultural permanente, oferecida com entrada franca ou a preços populares, nos 15 equipamentos culturais mantidos pela Secult. Entre eles estão o Theatro José de Alencar (teatro-monumento tombado pelo patrimônio em nível nacional, mais simbólico e expressivo palco das artes cearenses, sempre de portas abertas para nossos artistas e nosso público), o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (espaço de referência internacional pela dimensão de seu espaço, pela acolhida a todas as linguagens artísticas e pela promoção da convivência, da difusão e da formação por meio da cultura) e o Cineteatro São Luiz, que, reformado pelo Governo do Estado com um investimento de R$ 17 milhões, rapidamente reconquistou o público de Fortaleza, promovendo uma programação de filmes e espetáculos de alta qualidade e dando nova movimentação ao Centro da cidade.

Entre outros importantes equipamentos culturais, o Governo do Estado também mantém com programação permanente e acessível o Sobrado José Lourenço, o Teatro Carlos Câmara, o Centro Cultural Bom Jardim (recentemente reformado, com investimento de R$ 2 milhões), a Escola Porto Iracema das Artes, o Museu do Ceará, o Museu Sacro São José de Ribamar, a Casa de Juvenal Galeno, o Museu da Imagem e do Som do Ceará, a Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho, o Arquivo Intermediário, o Arquivo Público do Estado e a Biblioteca Pública do Estado (estes três últimos, passando atualmente por reformas de grande porte, mas mantendo o atendimento ao público, em novas instalações). Em breve, novos equipamentos se somarão a esta rede, com a inauguração do Memorial Cego Aderaldo, em Quixadá, e da Vila da Música, no Crato.


Infraestrutura

Anel viárioO Governo do Ceará segue com a implantação de 98,7 quilômetros de malha viária na Região Metropolitana de Fortaleza. Desse total, 74,7 km correspondem à duplicação e 24 km, à pavimentação. O investimento é de R$ 366.057.749,44, beneficiando a população de Fortaleza, Eusébio, São Gonçalo do Amarante, Maranguape, entre outras.

Entre os trechos em execução estão: rodovia CE-010, Ponte Rio Cocó (Sabiaguaba) - entr. CE-040; rodovia CE-085, ENTR. CE-341 (acesso Paracuru) - entr. CE-163 (acesso Trairi); Anel Viário; rodovia CE-345; entr. CE-455 (Amanari) - entr. CE-065 (Bú) e rodovia CE-576, CE-155 (CIPP Pecém) - Porto do Pecém (Rodovia das Placas). Além das obras citadas acima o Departamento Estadual de Rodovias(DER) licitou a restauração de 20 km da rodovia CE-155, trecho Porto do Pecém - entr. BR-222.


Porto do Pecém

JW2809As obras da segunda expansão do porto já estão com 80% de execução. As obras incluem a pavimentação e ampliação do quebra-mar, que deve ficar pronto no primeiro semestre de 2016. Também estão no projeto a construção de mais três berços de atracação de navios cargueiros ou porta-contêineres. Estes últimos equipamentos serão voltados para operação com carga geral e produtos da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), já em funcionamento. O berço 7 e 8 foram concluídos, já o berço nove ficará pronto em 2017.

A expansão inclui ainda uma nova ponte de acesso ao quebra-mar, que vai permitir o trânsito de caminhões para movimentação de placas, além da instalação de transportadores de correia para possibilitar a operação nos futuros terminais de granéis sólidos. Esta última fase da obra está prevista para ser entregue em 2017 também. O investimento total da segunda ampliação será em torno de 640 milhões de reais, recursos do tesouro Estadual e do BNDES. A expansão do terminal vai quintuplicar a capacidade de movimentação de cargas e coloca o Porto do Pecém em posição de destaque no cenário internacional. Por estar em uma localização estratégica e oferecer a infraestrutura adequada (profundidade, berços, equipamentos e área), o Porto do Pecém desponta como um forte candidato a receber um hub de cargas a nível nacional, principalmente depois da ampliação do Canal do Panamá e da construção do Canal da Nicarágua.
Também era de responsabilidade do Governo do Estado a instalação da Correia Transportadora de Minérios, do Descarregador de Minérios e os quatro carregadores de Placas.  Os dois primeiros equipamentos foram entregues pelo Governador do Estado, Camilo Santana, no dia 22 de agosto e estão em funcionamento.


Segurança Pública

Os investimentos em segurança em Fortaleza e Região Metropolitana foram fundamentais para que o Ceará fechasse um ano com decréscimo nas mortes violentas pela primeira vez após 17 anos. Foram 9,5% de queda nos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) em 2015 no Estado, sendo 17% em Fortaleza e 10,3% na RMF. Em 2016, o índice na Capital é ainda melhor – redução de 37,6% nos oito primeiros meses.

Fortaleza detém os dois primeiros territórios do Pacto por um Ceará Pacifico; o Vicente Pinzon, englobando ainda o Mucuripe e Cais do Porto; e a Praia de Iracema, que abrange ainda a Aldeota, Meireles e Varjota. Os territórios contam com Unidades Integradas de Segurança (Unisegs), contando com base fixa para a Polícia Militar, Delegacia 24 horas, reforço de efetivo e equipamentos e serviços de polícia comunitária.

No início desta semana, o Governo do Ceará entregou 50 novas viaturas para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. Os 10 veículos modelo Renault Sandero já auxiliam a intensificar as vistorias técnicas que os Bombeiros na Capital e as 40 viaturas Chevrolet Trailblazer reforçam ações de quatro batalhões, entre eles o Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) na Capital e RMF. Na área da segurança turística, a avenida Beira Mar, em Fortaleza, conta agora com central de monitoramento por câmeras e quiosques do BPTur ao longo do calçadão.


Justiça e Cidadania

Na área da Justiça e Cidadania o Governo promove a construção de quatro novas unidades prisionais, que serão regidas pela Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus). O Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damasceno Weyne tem previsão de conclusão para setembro, gerando novas mil vagas no sistema penitenciário cearense. Além dele, uma unidade de semiaberto - com novas 944 vagas - está com 80% das obras prontas. Outras duas cadeias - uma feminina e uma masculina - gerarão novas 1.000 vagas e devem ser entregues em 2017.

O Estado acaba de iniciar a operação de uma unidade exclusiva para a comunidade gay, além de internos com dificuldade de mobilidade, doenças crônicas e pessoas que respondem pela Lei Maria da Penha. A Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes tem capacidade para 200 pessoas e já se mostra uma referência nacional no que se refere à atenção à comunidade GBTT (gays, bissexuais, travestis e transgêneros).



Turismo


Entre as obras e os equipamentos do turismo na região estão:

rJW5572- Centro de Eventos do Ceará: de janeiro a agosto deste ano, o Centro de Eventos do Ceará (CEC) teve receita de quase R$ 6 milhões. Foram realizados 75 eventos nesses oito meses e estão previstos mais 29 até o fim do ano. O público que esteve no Centro de Eventos nesse período foi de cerca de 350 mil pessoas até agosto. Para os meses restantes, outras 450 mil pessoas devem vir a eventos no CEC. Em setembro deste ano, dois eventos importantes foram realizados no Ceará em razão do Centro de Eventos. O Congresso Brasileiro de Contabilidade (11 a 14/9) havia sido em Fortaleza pela última vez há 20 anos. Reuniu 8 mil participantes, ocupou cerca de 85% do equipamento e fez com que a taxa de ocupação hoteleira chegasse a 90% nessa semana. Já o Congresso Brasileiro de Cardiologia não era realizado no Ceará há 43 anos. Também deve reunir 8 mil participantes nos dias 23 a 25 de setembro.

- Obra Cumbuco: O projeto de requalificação urbanística da Vila do Cumbuco faz parte do Programa de Valorização de Destinos Turísticos (Prodetur) no Polo Litoral Leste do Estado. Está prevista a construção de estacionamento para ônibus e carros, Central de Promoção do Artesanato, cabines policiais, postos de guarda-vidas, cabine de controle de estacionamentos, bancos em alvenaria e bancos em madeira certificada, lixeiras seletivas, bicicletários e caramanchões em madeira certificada, bem como a requalificação dos passeios. O investimento total é de R$ 12.140.155,67, com recursos provenientes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a área de intervenção é de 31.624,67m². A obra está com 15% e deve ser concluída até fevereiro de 2017.

- Obra Porto das Dunas: A praia do Porto das Dunas vai receber investimento de R$ 37 milhões para pavimentação e drenagem de 15 km na região. O projeto faz parte do Programa de Valorização de Destinos Turísticos (PRODETUR) no Polo Litoral Leste do Estado, estimado em R$ 759,3 milhões, e que inclui também obras de saneamento, urbanização, educação ambiental e ações de marketing para a região. A previsão é de que até novembro de 2017 todas as obras estejam concluídas.


- Mais ações:


Esporte


web JW5027Arena Castelão: Primeiro estádio da Copa do Mundo 2014 a ser inaugurado, em 16 de dezembro de 2012, a Arena Castelão assumiu um papel de destaque no cenário nacional e foi palco de três jogos na Copa das Confederações 2013 e de seis partidas do Mundial 2014. Além do futebol, o equipamento se tornou alternativa para grandes eventos. Desde a inauguração, foram realizados quatro grandes concertos internacionais: Paul McCartney, Beyoncé, Elton John e Iron Maiden. Artistas nacionais, como Roberto Carlos e Ivete Sangalo, também lotaram as arquibancadas. Outra opção para a realização de shows é o estacionamento do estádio, como já foi comprado em eventos como o Villa Mix, Samba Brasil e na apresentação de Wesley Safadão.

Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO): O Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO), construído em frente à Arena Castelão, em Fortaleza, faz parte da Rede Nacional de Treinamento que vem sendo estruturada pelo Ministério do Esporte em todo o País e é o 4º maior complexo do gênero no mundo. O projeto do novo equipamento tem área total de 85.922,12m², sendo 45.117,87m² de área construída, e faz parte do projeto de legado dos Jogos Olímpicos de 2016. O complexo, que já tinha estrutura para abrigar 26 modalidades olímpicas, conta com áreas de treinamento de 28 esportes do programa olímpico, após a inclusão do skate e caratê, além de servir modalidades paraolímpicas e outras que não integram o programa olímpico, como o futsal.


Tecnologia

O Cinturão Digital do Ceará (CDC) é um projeto voltado à construção de uma infraestrutura de comunicação de dados para o Estado do Ceará, que a Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (ETICE), vinculada a Secretaria de Planejamento e Gestão (SEPLAG), vem executando e operando. O objetivo do programa é levar internet em banda larga para prefeituras e órgãos públicos do interior do estado, além de melhorar a infraestrutura de acesso da população à internet, fomentar o mercado de provedores e o próprio desenvolvimento sustentável do Estado. O CDC busca universalizar o acesso à informação por meio da comunicação de dados e contribuir para a inclusão social dos cidadãos cearenses por meio da implantação de infraestrutura de alta tecnologia. Essa infraestrutura é composta pelo transporte de dados na velocidade de 40 Gbps, voltado ao segmento público e 250 Gbps para segmento privado (voltado à universalização da internet para a população).



box cinturao digital RMF-01

 

Prevenção às drogas

Na Capital, as ações capitaneadas pela Secretaria Especial de Política sobre Drogas (SPD) se desenvolvem em várias áreas. O programa Fortalecendo Minha Comunidade, de parceria com entidades que realizam projetos comunitários, atende, por exemplo, mil pessoas no Vicente Pinzon. São viabilizados cursos gratuitos e material de confecção para arte e costura, artesanato em biscuit, oficina de pintura em tecido e arte em mimos e bordado. A ação integra o Pacto por um Ceará Pacifico. O Juventude em Ação, para estudantes do ensino médio, também vai desenvolver no Vicente Pinzon atividades de prevenção em sete escolas de ensino fundamental e médio da rede pública estadual, favorecendo quase três mil estudantes e seus familiares. O programa será levado em breve para o bairro Bom Jardim. Ainda na Capital, o Centro de Referência sobre Drogas (CRD) oferece à população um conjunto de serviços de prevenção, orientação, encaminhamento e tratamento aos dependentes químicos, com acolhimento presencial, teleatendimento e de unidade móvel.

Na RMF, as cidades que recebem as principais atividades da SPD são Aquiraz, Caucaia, Eusébio, Horizonte e Maranguape. O Fortalecendo Minha Comunidade beneficiou um total de 800 pessoas em Eusébio, em Horizonte, em Caucaia e em Maranguape. Já o Juventude em Ação beneficia 1.924 estudantes em Aquiraz, Eusébio, Maranguape e Horizonte. Já o Juventude do Futuro, voltado para estudantes do ensino fundamental I e II e seus familiares, executa três programas nas comunidades, com 895 alunos beneficiados na RMF.


Desenvolvimento social

A capacitação profissional executada pelo projeto Primeiro Passo, que cria oportunidades de inclusão social e profissional para adolescentes e jovens, oriundos da rede pública de ensino, tem meta de atendimento de 2.260 educandos em 87 turmas apenas este ano na Capital e RMF. Outra ação, o Criando Oportunidades, para segmentos com dificuldades de inserção no mercado de trabalho, tem meta de 1.800 capacitações em 2016 na região.

As ações executadas pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), através do Programa de Apoio a Reformas Sociais II (Proares II), possibilitam a construção de unidades sociais como o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) do bairro Capuan; e o Polo esportivo da localidades de Camurupim, ambos em Caucaia e com meta de mil pessoas atendidas por unidade. Já na área de Empreendedorismo, os atendimentos registrados nas unidades da Central Fácil, Polos de Atendimento ao Empreendedor Individual e Unidade Móvel de Empreendedorismo são as seguintes:

 

box desenvolvimento social-01

 

 

Leia mais:

#CearádeResultados: Região do Cariri recebe investimentos do Governo do Ceará em diversas áreas

#CearádeResultados: ações do Governo mudam realidade da Região Centro-Sul do Estado

#CearádeResultados: investimentos do Governo garantem crescimento da Região Norte

#CearádeResultados: Sertão dos Inhamuns recebe investimentos do Governo do Ceará

 

 

16.09.2016


Fotos: José Wagner / Tiago Stille / Marcos Studart / Ariel Gomes / Max Marduque / Governo do Ceará


Expediente imprensa2-01

Última atualização em Seg, 19 de Setembro de 2016 13:08
 

Serviços


Governo do Estado do Ceará - Palácio da Abolição - Av. Barão de Studart, 505 - Meireles, Fortaleza - Ce - CEP: 60.120-013 - Horário de Funcionamento 08 horas às 17 horas - Ver localização no mapa

© 2017 - Governo do Estado do Ceará. Todos os direitos reservados.